quarta-feira, 30 de novembro de 2005

de hoje a domingo

"Perder é uma questão de método" - Braque


Waistband – faixa de tecido que dá forma à cintura de um vestido, de uma saia ou a um cós de umas calças.

Wasteband – faixa de tempo perdido que dá forma aos dias, estendendo os momentos de espera em detrimento dos que exigem acção, criando assim maior possibilidade de acidentes e efeitos colaterais em vidas demasiado programadas.

Texto, Interpretação e Imagem: Patrícia Portela Design de som: Christoph de Boeck Design do Espaço: Eric da Costa com a colaboração de Patrícia Bateira (imagem e montagem vídeo) e Susana Vidal (ensaios e assistência técnica) Direcção e Produção executiva: Patrícia Portela e Helena Serra


em audição (libertadora)


Today is the greatest
Day I ’ve ever known
Can’t live for tomorrow
Tomorrow’s much too long
I burn my eyes out
Before I get out


I wanted more
Than life could ever grant
Bored by the chore
Of saving face

Today is the greatest
Day I have ever known
Can’t wait for tomorrow
I might not have that long
I’ll tear my heart out
Before I get out

Pink ribbon scars
That never forget
I’ve tried so hard
To cleanse these regrets
My angel wings
Were bruised and restrained
My belly stings

Today is
Today is
Today is
The greatest day
That I have ever known

I want to turn you on
I want to turn you round
I want to turn you on
I want to turn you

Today is the greatest
Today is the greatest day
Today is the greatest day
That I have ever known

SC

segunda-feira, 28 de novembro de 2005

south again...


Reafirmo.



SC

o melhor da Argentina (II)

a música de Beatitudes, pela qual me apaixonei em 10 segundos,


a capa de quem melhora as novas sonoridades do tango depois dos Gotan,


e o último e delicado acústico da enorme (de coração e razão) Mercedes Sosa


o melhor da Argentina (I)

não ver jogar o Benfica e esperar que outro histórico clube da zona ocidental de Lisboa, este operário e a jogar futebol, volte a pisar o relvado da Luz


domingo, 27 de novembro de 2005

belas coreografias

que bem nos fica o preto-e-branco, mariana...




SC

o pior da Argentina

1) espanhóis arrogantes convencidos que são superiores por serem europeus

2) chá galês de Gaiman, ao invés do Museo Paleontológico Egidio Feruglio


3) perder o Certamen Iberoamericano de Pintura 2005 e Dualphonic no Centro Borges,


4) as ilhas Malvinas terem um nome britânico


5) café (excepto nas Galerias Pacífico)


PS: e não ter aterrado sexta-feira em Paris

sexta-feira, 25 de novembro de 2005

quarta-feira, 23 de novembro de 2005

À propos...


The Boy with Nails in his Eyes
put up his aluminium tree.
It looked pretty strange
because he couldn't really see.

Tim Burton



SC

belos elencos



Johnny Depp
Helena Bonham Carter
Emily Watson
Albert Finney
Richard Grant
Joanna Lumley
Christopher Lee

SC

cordeiro de Deus

cordero patagònico. cordero al palo. Maradona.

15 minutos

nos primeiros 15 minutos (e unicos) com a rtpinternacional, percebi que o Benfica perdera na catolica cidade dos arcebispos. nos ultimos 15 minutos do jogo de ontem do Manchester, a certeza de que so a vitoria interessar a 7 de dezembro ser o melhor tonico para uma enchente do inferno da Luz

segunda-feira, 21 de novembro de 2005

Altamente viciante

Tentem encontrar nomes de bandas no poster.
Adianto-vos que tudo, mas tudo tem significado.
Para perceberem dou uma ajuda, Led Zeppelin, no céu...

Posso dizer que há quem tenha visto mais de 40 bandas...

Miguel Alves

em audição (para memória futura)




SC

Positivity


Combate eficazmente Sábados chuvosos na capital da República







SC

quarta-feira, 16 de novembro de 2005

Novembro (I)





Vista assim de dentro, por dentro, do sopé da montanha até a terra escurecer, preta de lava junto ao mar, a ilha do Pico revela-se inicial, primordial, como se ali estivesse o princípio (telúrico) de tudo. Esmaga, o cume sobranceiro, deixando ver o Faial, S. Jorge, a Graciosa…anulando-se de novo a noção de distância. Rodeia-se de muitas vinhas e adegas a perder de vista.Veste-se de cedros, dragoeiros e araucárias. Aquece e arrefece em furnas e lagoas, marcas de permanência ao longo dos caminhos. É verde e é negra, a misturar-se com azul. Inesquecível ilha, neste Verão de S. Martinho.

SC

sexta-feira, 11 de novembro de 2005

Ainda o rock progressivo...

Esta minha incursão pelo rock progressivo está a dar frutos (muitos e bons)
Dos Yes começei pelo fantástico (provavelmente o melhor álbum de prog rock de sempre) Close to the Edge.
Esta semana arranjei finalmente mais estes 2 álbuns anteriores ao Close to the Edge que não lhe ficam muito atrás em qualidade: Yes Album e Fragile


Recomendo vivamente
Miguel Alves

quinta-feira, 10 de novembro de 2005

não troco Ushuaia

mas a 19, , Bruxelles

terça-feira, 8 de novembro de 2005

em audição


primeiro estranha-se, depois entranha-se...







SC

sexta-feira, 4 de novembro de 2005

quinta-feira, 3 de novembro de 2005

poemas que rondam (iii)

El deseo

El deseo es vegetal
pide caminos
aire
quiere temblar en fruto
suspenderse
pide un cuerpo abonable
pide un labio
pide comer y ser comido
quiere
entrabarse y gemir con ramas duras.
Gime por ser
quiere temblar
sentirse
palparse desde dentro
saberse entre las cosas respirando.
Quiere el viento y el ala
quiere el día
quiere el follaje de su fuerza obscura
brillando entre la luz hoja por hoja.
Es vegetal por eso:
por su destino de tiniebla y cielo
porque rompe y emerge
porque sube
porque la muerte sufre con su vuelo.

Héctor Rojas Herazo
in Agresión de las formas contra el ángel
Bogotá, 1961

SC

quarta-feira, 2 de novembro de 2005

da Res Pública

Aquele cujo nome não se diz, reapareceu e ensina-nos, a nós, do que o país precisa. Não fala do bem nem do mal, que em pátria de brandos costumes, é conversa de pouco fruto. Mas usa slogans de tio Sam e diz-se exército de luz, esperança evidente no meio das nossas trevas.

Aquele cujo nome não se diz, reapareceu para nos brindar. Fala-nos do seu vigor técnico-não-sendo político, da sua estratégia-não-sendo-político, do seu plano-para-Portugal-não-sendo-político. Parece ter confundido o acto, com novas ganas de ministro e pouco sabor a presidência, seguindo, mergulhado em fulgor épico, o seu desígnio.
E ensinando-nos a nós do que o país precisa.

Aquele cujo nome não se diz, não sendo político, sabe como é curta e iletrada a memória nacional e que a história, às vezes, quase sempre, se repete. Homem-finança do país interior, professor de poucas carnes e ímpeto moralizador.

Cheira-me a fado. E a naftalina.

SC

Outubro (IV)














A Ilha de Santa Maria é uma ilha pequena, simpática, uma miniatura de Açores com os característicos serrados, algumas vinhas em socalco, as baías e piscinas feitas de rocha a mergulhar no mar. E é uma ilha mais plana que as restantes, cheia de pequenas surpresas, de ermidas a miradouros. Sem grandes entusiasmos, note-se, mas pronta a fazer-nos passar um belo Verão.

(post agregado à actual presidência)
SC